O fundador da BBT, A.C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada, nasceu em Calcutá, em 1896. Encontrou-se com seu guru pela primeira vez em 1922, e foi iniciado em 1933. Após publicar três volumes da obra Srimad-Bhagavatam em língua inglesa, foi para os Estados Unidos, em 1965, para divulgar a consciência de Krsna em língua inglesa, como pediu seu mestre espiritual. Em 1972, fundou a BBT, para publicação exclusivamente de obras sobre o cultivo da consciência de Krsna.



Srila Prabhupada considerava a composição e publicação de seus livros como sendo seu principal dever. Em novembro de 1967, escreveu a um discípulo: “Se eu puder deixar neste mundo o Srimad-Bhagavatam, o Bhagavad-gita, os Upanisads e Os Ensinamentos do Senhor Caitanya, e vocês continuarem a se empenhar no espírito da pura consciência de Krsna, certamente conseguiremos prestar um tangível serviço à humanidade”.



Mas Prabhupada não estava interessado apenas em ver seus livros publicados em inglês, a língua em que escrevia. Desde o princípio, buscou por devotos qualificados que pudessem traduzir seus livros para diferentes línguas. Em uma carta de junho de 1976, relata empolgado a um benquerente: “Publicamos o Bhagavad-gita agora em muitíssimas línguas diferentes, algumas das quais são: inglês, francês, alemão, holandês, italiano, espanhol, português, sueco e agora chinês, e também a tradução em língua russa está em progresso”.



Com o tempo, os livros de Prabhupada cada vez mais se consolidam pelo crivo da história entre adeptos da vida espiritual vaishnava e entre estudiosos acadêmicos.

KRISHNA VEM PARA O OCIDENTE

Prabhupada veio para o ocidente, mais especificamente para os Estados Unidos, já com a idade avançada de 69 anos. Sem qualquer dinheiro para empreender essa viagem, pediu uma passagem de cortesia, em um navio cargueiro, na companhia Scindia. Temendo que ele não suportasse uma viagem tão longa em um navio desconfortável, entretanto, a dona da empresa, Sumati Morarji, recusou-lhe a passagem.

Foi com muita insistência que Prabhupada conseguiu convencê-la a dar-lhe a passagem. Uma vez no navio, em viagem, nova dificuldade o encontrou: dois infartos. Contudo, sobreviveu por seu intenso desejo de vir ao ocidente presentear a todos com a consciência de Krishna. Hoje, graças à sua determinação de superar a falta de juventude, dinheiro e saúde, não nos falta a consciência de Krishna, viva em seus livros e em grandes projetos por todo o mundo.


Todos os direitos reservados - Bhaktivedanta Book Trust 2012